Variedades

Trisal: Rio de Janeiro registra primeira união entre um homem e duas mulheres

Leandro, Yasmin e Thais oficializaram união poliafetiva para garantir direitos

Joaquim Padilha Publicado em 04/04/2016, às 11h20

None
trisal.jpg

Leandro, Yasmin e Thais oficializaram união poliafetiva para garantir direitos

O 15º Ofício de Notas do Rio de Janeiro oficializou nesta última sexta-feira (1) a primeira união entre duas mulheres e um homem do estado. Leandro Sampaio, 33 anos, Thais Souza, 21 anos, e Yasmin Nepomuceno, 21 anos, se casaram depois de um longo namoro poliafetivo. O trisal, termo equivalente a um 'casal de três', resolveu oficializar a união para ter acesso à direitos conjuntos.

"É muito normal as pessoas se apaixonarem por mais de uma pessoa. A diferença é que no poliamor você une todas as pessoas e não precisa mentir", disse Leandro em entrevista ao Jornal Extra. O funcionário público conta que já tem uma filha de três anos com a esposa Thaís e que planeja ter mais um filho com Yasmin, que gostaria de poder registrar os três como pais da criança na certidão de nascimento.

Eles dizem não sentir o preconceito por parte da sociedade. "Nós vamos para todos os lugares que um casal convencional vai", diz Leandro. Mas os familiares não são assim tão receptivos. As famílias das esposas não aceitam a relação poliafetiva e não falam com Leandro. Já a família do homem, não vê problemas com o trisal. 

Em entrevista ao jornal O Globo, eles contam que Leandro conheceu Thais há cinco anos atrás, quando era casado com outra mulher, e que ela entrou no relacionamento. Depois de se separar da antiga esposa, Leandro conheceu Yasmin em 2013, que se interessou pelo relacionamento do funcionário público com Thais e acabou aceitando o convite para formar o trisal.

Enquanto as mulheres também se relacionam entre si, Leandro é hétero e diz não saber se aceitaria um outro homem na relação, embora não saiba dizer se mais alguém poderia acabar entrando pro relacionamento. Já Thais explica que sente ciúmes e que acha que três já é bom demais. "Sentirei ciúmes dos dois de qualquer pessoa que aja com falta de respeito. Eles são meu marido e minha mulher. O relacionamento é fechado."

Jornal Midiamax