A Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul) voltou a cobrar pedágio na ponte sobre o . A portaria com os valores foi divulgada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (2).

O valor é de R$ 15,90 para carros. Em setembro, quando deixou de ser cobrado, era de R$ 14,10. O local ficou cinco meses sem cobrança após ter a concessão devolvida para o (Departamento Nacional de Infraestrutura).

O tarifário anual dos valores de pedágio cobrados pela utilização, como meio de transposição, da ponte rodoviária de concreto armado edificada sobre o Rio Paraguai, na Rodovia BR-262, no trecho entre os Municípios de e Corumbá, correspondente a 12,77%, segundo a publicação.

Ficam isentos da cobrança da tarifa de pedágio os condutores de veículos automotores de propriedade da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, inclusive de suas autarquias e fundações, bem como dos veículos pertencentes aos Estados estrangeiros e destinados às suas representações diplomáticas.

Nos doze meses de 2021, um total de 634.923 veículos cruzaram o pedágio. Desses, 621.409 pagaram o valor tarifário e 13.514 foram isentos. Já em relação ao valor bruto arrecadado foi de R$ 28.442.140,50. O líquido, R$ 25.981.895,35.

O prazo de concessão foi de 13 anos, nove meses e 24 dias, contados a partir da assinatura do contrato, ocorrida em 8 de dezembro de 2008.

Confira abaixo os valores que estão em vigor:

Tabela com valores vigentes do pedágio da ponte sobre o Rio Paraguai