A Gomez e Azevedo Ltda (CNPJ 03.688.640/0001-24),que venceu licitação para restaurar ruas de Bataguassu por R$ 1.780.000,00, não é investigada na Operação Cascalhos de Areia, conforme informou o Jornal Midiamax.

A empresa apenas está habilitada, como outras empresas investigadas, em licitação de asfalto em Campo Grande, o que causou a confusão. A informação já foi corrigida.

O resultado da concorrência eletrônica nº 3/23 consta no Diário Oficial da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) desta segunda-feira (20). A empresa venceu o processo licitatório e poderá fechar contrato para realizar a restauração funcional pavimento de dez ruas.

A rua São José, no Bairro São Francisco, por R$ 997.066,10. E nove ruas da Nova Porto XV: Rua José Carlos de Lima, Rua Aparecida, Rua José Pretti Silva, Rua Moisés de O. Filho, Estrada Reta A1, Rua São Roque, Rua Bela Vista, Rua Aquile Piratelli, Rua Luzia R. de Jesus no Distrito da Nova Porto XV, por R$ 782.933,90.

O contrato ainda não foi fechado. Após a publicação do resultado, a empresa deverá ser homologada e adjudicada pela Prefeitura de Bataguassu.