A Secretaria Nacional de e Defesa Civil, vinculada ao Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, reconheceu situação de emergência em Miranda, cidade no oeste de Mato Grosso do Sul. A portaria foi publicada na edição desta segunda-feira (27) do DOU (Diário Oficial da União).

Entre 23 e 26 de fevereiro, a cidade foi atingida por um alto volume de chuvas, que superaram os 80 milímetros. Foram registrados alagamentos e inundações, além de danos em estradas vicinais e casas na zona rural.

Isso fez com que a prefeitura decretasse emergência em 1º de março. Na semana passada, a Alems (Assembleia Legislativa do Estado de MS) reconheceu estado de pública pelos mesmos motivos.

O Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) emitiu diversos alertas neste mês devido à cheia do Rio Miranda. A Defesa Civil estadual precisou remover famílias que moram às margens do curso d’água.

Com o reconhecimento da emergência, a prefeitura poderá solicitar recursos ao ministério para reconstrução de destruída ou danificada. Cabe à Defesa Civil definir o montante necessário.

Saiba Mais