Em edição extra do Diário Oficial de Mato Grosso do Sul desta sexta-feira (6), o chefe da Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica), Pedro Caravina, fez 152 nomeações para .

As nomeações são para a SED (Secretaria de Estado de de Mato Grosso do Sul), Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do MS), (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), (Secretaria de Estado de Saúde), Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), PGE-MS (Procuradoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul) e Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura). Nesta quinta-feira (5), também em edição extra, foram nomeados outros 151 comissionados.

Na publicação, também há a nomeação na direção da Escolagov (Fundação de Governo), cargo da categoria CCA – 04 (administração superior e assessoramento), com remuneração de R$ 6.800,00 e gratificação de até 100% e na Administração Superior e Assessoramento, como assessor especial I, na SES, símbolo CCA – 02 (administração superior e assessoramento), com de R$ 11.200,00 e gratificação de até R$ 80%.

Já na SED são 27 nomeações. Ao todo, são dois servidores nas categorias CCA – 07 (direção gerencial superior e assessoramento), com salário de R$ 6.001,00 e gratificação de até 60%, um na categoria CCA – 09 (direção especial e assessoramento), com salário de R$ 3.216,00 e gratificação de até 100%. Dois na categoria CCA – 10 (direção gerencial, especial e assessoramento), com salário de R$ 2.410 e gratificação de até 100%.

Um na categoria CCA – 11 (direção gerencial e assessoramento), com salário de R$ 2.315,00. Seis na categoria CCA – 12 (direção executiva e assessoramento), com salário de R$ 1.856,50, com gratificação de até 95%. Quatro CCA – 13 (direção intermediária e assessoramento), com salário de R$ 1.599,00 e gratificação de até 80%.

Ainda na SED, são mais cinco comissionados CCA – 14 (gestão e assistência), com salário de R$ 1.230 e gratificação de até 90%. Um CCA – 15 (gestão e assistência), com salário de R$ 1.036 e gratificação de até 90%. Quatro CCA – 16 (gestão operacional assistência), com salário de R$ 890 e remuneração de até 90% e um CCA – 17 (gestão operacional de assistência) com salário de R$ 750 e gratificação de até 90%.

No Iagro (32 nomeações) foram uma nomeação CCA – 09, uma CCA – 10, quatro CCA – 12, duas CCA – 13, cinco CCA – 14, nove CCA – 15, uma CCA -16 e nove CCA – 17.

Na Agehab, são 30 nomeações, de CCA – 09 até CCA – 17. Na SES, são 45 nomeações, entre elas uma CCA – 06, outra CCA – 07 e um CCA – 10.

Na Fundtur, são duas nomeações, sendo uma CCA – 07 e outra CCA – 09. Na PGE são nove nomeações, de CCA – 09 a CCA – 15.

Na Seinfra são quatro CCA – 05 (direção gerencial superior especial e assessoramento) com salário de R$ 6.380 com gratificação de até 60% e um CCA – 09.

Também na edição extra, o governador Eduardo Riedel (PSDB) definiu que a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) deverá ter 58 comissionados, e a AGEMS (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul), até 49 comissionados. A AGEMS possui um CCA – 01, no caso o diretor-presidente, com remuneração de R$ 28.401,90.

Confira os nomes dos servidores comissionados: