Angélica: Eleições suplementares para prefeito serão no dia 15 de maio, define TRE-MS

Prefeito eleito teve os votos anulados pelo TSE
| 05/04/2022
- 08:10
vota eleições ocorrem após prefeito eleito não pôde assumir
Foto: Ilustrativa | Reprodução. - (Foto: Ilustrativa)

O município de Angélica, distante 323 quilômetros de Campo Grande, vai escolher um novo prefeito. O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) definiu na segunda-feira (4) a data para as eleições suplementares, que vão ocorrer no dia 15 de maio.

Conforme resolução assinada pelo desembargador Paschoal Carmello Leandro, estas eleições ocorrem em razão de uma decisão da de março de 2021, que negou provimento a João Donizeti Cassuci (PDT), prefeito eleito sub-judice. 

A decisão foi confirmada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), tornando assim definitiva a anulação dos votos obtidos pela chapa por ele integrada, a qual foi a mais votada no pleito de 2020. Atualmente, quem exerce o cargo de prefeito é o vereador Aparecido Geraldo “Boquinha” (PSDB), presidente da de Angélica.

Cronograma para as eleições suplementares de Angélica

a) 08 a 14/04: convenções partidárias;

b) 17/04: último dia para registro das candidaturas;

c) 18/04 a 14/05: início e término da propaganda em geral, salvo rádio e TV;

d) 23/04 a 12/05: início e término da propaganda no rádio e TV;

e) 15/05: dia da eleição;

f) 20/05: último dia para entrega da prestação de contas;

g) 02/06: último dia para o julgamento das contas;

h) 03/06: último dia para a diplomação dos eleitos;

i) 04/06: último dia para a posse dos eleitos.

Veja também

Últimas notícias