A Prefeitura de Campo Grande abriu créditos suplementares que somam R$ 22,2 milhões, de acordo com publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quinta-feira (28). 

Verba de R$ 21,4 milhões vai para Funsat (Fundação Social do Trabalho) e Sefin (Secretaria de Finanças) e faz parte do crédito de R$ 44 milhões aprovado na Câmara Municipal.

Já recurso de R$ 601 mil é destinado Seges (Secretaria de Gestão), Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e novamente Sefin. Outros R$ 151 mil vão para Semadur em outra suplementação, ‘para o atendimento de despesas com operação de crédito autorizadas por lei’. 

A suplementação, termo usado pela administração pública, basicamente, é quando um recurso é retirado de uma determinada área para aplicação em outra, ainda dentro do Poder Público.