Política / Transparência

Polícia revoga afastamento de investigador preso por desviar dinheiro de delegacia em MS

Investigador foi preso em abril do ano passado, mas cumpriu prisão domiciliar a partir de julho de 2020

Renata Volpe Publicado em 01/10/2021, às 11h35

Publicação foi feita pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil
Publicação foi feita pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil - Divulgação

A Polícia Civil revogou o afastamento do investigador preso por desviar dinheiro de uma delegacia em Mato Grosso do Sul, conforme foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (1º), pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil.

Segundo a portaria, a Corregedoria cumpre decisão judicial da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, que expediu alvará de soltura sendo a prisão domiciliar do investigador substituída, e impondo medidas cautelares diversas da prisão do policial civil pertencente ao quadro de servidores da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, lotado na Acadepol (Academia da Polícia da Civil).

A decisão desta sexta-feira revoga o afastamento compulsório do policial civil, ocupante do cargo de Agente de Polícia Judiciária, função de Investigador, com efeito a contar de 22 de setembro deste ano.

O policial civil foi preso em abril do ano passado, pela suposta prática dos delitos de ameaça, roubo majorado e usura. Em julho, a defesa do investigador conseguiu reverter a prisão preventiva para domiciliar, através de um habeas corpus.

Jornal Midiamax