Política / Transparência

Balanço orçamentário aponta que Prefeitura está dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal

Limite máximo é 54% e Prefeitura usa 52,94% para pagamento de servidores

Mayara Bueno Publicado em 23/09/2021, às 08h29 - Atualizado às 12h07

Prefeitura de Campo Grande
Prefeitura de Campo Grande - (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

A Prefeitura de Campo Grande está com 52,95% do orçamento comprometido com pagamento de servidores, de acordo com balanço orçamentário divulgado em edição suplementar do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quinta-feira (23).

De setembro passado até agosto deste ano, foram destinados R$ 2.090.747.700,73 — o valor e percentual citados se enquadram acima do limite prudencial da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). O limite máximo é 54%, quando o município sofre restrições financeiras, como ficar sem receber transferências voluntárias, garantia ou contratação de operações de crédito. O limite de alerta seria 48,60% e 51,30%, prudencial.

Em 27 de setembro (próxima segunda-feira), o secretário de Finanças e Planejamento do município, Pedro Pedrossian Neto, deve ir à Câmara Municipal prestar contas referentes ao segundo quadrimestre de 2021, que abrange não só dados com despesas de servidores, mas arrecadação de impostos como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto Sobre Serviços).

Jornal Midiamax