Política / Transparência

Alta no preço da carne faz Semed reajustar contrato em R$ 609 mil com fornecedor

Aditivo foi publicado no Diogrande desta segunda-feira

Gabriel Maymone Publicado em 22/11/2021, às 08h19

Carne moída de músculo bovino é comprado a R$ 34 o kg pelo município
Carne moída de músculo bovino é comprado a R$ 34 o kg pelo município - Pixabay

Com a alta no preço da carne bovina, o contrato entre o fornecedor e a Semed (Secretaria Municipal de Educação) de Campo Grande precisou ser reajustado e ficou R$ 609 mil mais caro, passando de R$ 1,7 milhão para R$ 2,3 milhões.

O extrato do termo aditivo para reequilíbrio do valor do contrato entre a Semed e a empresa Santi Comércio e Distribuidora de Alimentos EIRELI-ME foi publicado no Diogrande desta segunda-feira (22).

Conforme justificado no extrato, "fica reequilibrado o valor unitário do Contrato n. 220/2021, referente ao item 1 carne bovina músculo moído de R$ 25,30 (vinte e cinco reais e trinta centavos), passando para o valor de R$ 34,00 (trinta e quatro reais), e passando o valor inicial do Contrato de R$ 1.771.000,00 (um milhão setecentos e setenta e um mil reais), para R$ 2.380.000,00 (dois milhões, trezentos e oitenta mil reais), mantendo-se o quantitativo inicial".

Jornal Midiamax