A 32ª Promotoria de Justiça de Saúde Pública de Campo Grande instaurou inquérito civil para apurar se a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Dr. Walfrido Azambuja de Arruda — UPA Coronel Antonino — possui quadro médico em conformidade com as orientações do Ministério da Saúde.

De acordo com o MPMS (Ministério Público do Mato Grosso do Sul), o Relatório de Vistoria nº 20/2020/MS, produzido pelo CRM (Conselho Regional de Medicina-MS), apontou suposto déficit na escala de médicos e outras inconformidades relacionadas ao atendimento de pacientes.

A Promotoria encaminhou ofício à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), que tem 20 dias para informar:

– o quadro de escalas dos profissionais médicos; 

– se o déficit de seis médicos clínicos foi suprido;

– e se houve convocação de profissionais da saúde aprovados no Concurso Público de 2019, realizado pela mesma Sesau.