Política / Transparência

Governo renova contrato com empresa para assessorar PPP da Sanesul

Mais um contrato com a empresa B3 S.A – Brasil, Bolsa e Balcão foi feito com o Governo de Mato Grosso do Sul, para assessoramento na licitação da PPP (Parceria Público-Privada) da Sanesul (Empresa de Saneamento de MS). A entidade é a mesma que auxiliou o governo na licitação da MS-306, em dezembro do ano […]

Renata Volpe Publicado em 10/02/2020, às 08h23 - Atualizado às 14h41

Sanesul reajusta tarifa em serviços de água e esgoto em Ladário. (Reprodução, Arquivo).
Sanesul reajusta tarifa em serviços de água e esgoto em Ladário. (Reprodução, Arquivo). - Sanesul reajusta tarifa em serviços de água e esgoto em Ladário. (Reprodução, Arquivo).

Mais um contrato com a empresa B3 S.A – Brasil, Bolsa e Balcão foi feito com o Governo de Mato Grosso do Sul, para assessoramento na licitação da PPP (Parceria Público-Privada) da Sanesul (Empresa de Saneamento de MS). A entidade é a mesma que auxiliou o governo na licitação da MS-306, em dezembro do ano passado. 

Conforme o extrato de contrato publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (10), a B3 deve prestar serviços de Assessoria Técnica Especializada a Licitações e Alienações, para assessoria e apoio operacional ao Governo de Mato Grosso do Sul na licitação do projeto de Parceria Público-Privada de Esgotamento Sanitário.

Os recursos para pagamento do contrato no valor de R$ 155.371,60 são do Tesouro. Ainda conforme o extrato, o contrato tem vigência de 12 meses, podendo ser prorrogado por sucessivos períodos, limitado a 60 meses.

O secretário-adjunto da Secretaria de Governo, Flávio Cesar Mendes de Oliveira e os responsáveis pela empresa, Cícero Augusto Vieira Neto e Daniel Sonder assinaram o contrato no dia 3 deste mês. 

PPP

Durante audiência pública da PPP realizada em 31 de janeiro, o titular da Segov, Eduardo Riedel, tinha revelado que a B3 iria fazer o leilão da parceria e citou os moldes da MS-306, dizendo ter sido um bom exemplo.

Com a PPP da Sanesul, a empresa que vencer a licitação vai ficar responsável pelo esgotamento sanitário em 68 municípios de Mato Grosso do Sul. A expectativa do governo é privatizar a estatal até o segundo semestre de 2020.

Jornal Midiamax