Política / Transparência

Secretaria de Educação prorroga por 1 ano contrato com DígithoBrasil de R$ 4 milhões

A SED (Secretaria de Estado de Educação) prorrogou por um ano, contrato com a empresa Digithobrasil Soluções em Software. A publicação em Diário Oficial desta quarta-feira (18), diz que o contrato de pouco mais de R$ 4 milhões encerrava na quinta-feira (19) e por isso, foi prorrogado por mais um ano. A Dighito foi contratada […]

Renata Volpe Publicado em 18/12/2019, às 09h02 - Atualizado às 13h35

Sede da Secretaria de Estado de Educação. (Marcos Ermínio, Midiamax, Arquivo)
Sede da Secretaria de Estado de Educação. (Marcos Ermínio, Midiamax, Arquivo) - Sede da Secretaria de Estado de Educação. (Marcos Ermínio, Midiamax, Arquivo)

A SED (Secretaria de Estado de Educação) prorrogou por um ano, contrato com a empresa Digithobrasil Soluções em Software. A publicação em Diário Oficial desta quarta-feira (18), diz que o contrato de pouco mais de R$ 4 milhões encerrava na quinta-feira (19) e por isso, foi prorrogado por mais um ano.

A Dighito foi contratada por ser especializada em solução de gestão do programa nacional de alimentação escolar, com o objetivo de atender às necessidades das Unidades Escolares e Órgãos Seccionais da Secretaria de Estado de Educação. 

O valor do contrato disponibilizado em Diário Oficial de 2018, é de R$ 4.030.212,00. Na publicação desta quarta-feira (18), o extrato do termo aditivo só altera o prazo do acordo e não altera valores. 

Somente em 2018, a empresa deve receber do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) cerca de R$ 47 milhões, sendo a maior parte oriunda do contrato com a Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda). A Digitho já foi investigada pelo MPMS (Ministério Público Estadual), e foi um dos alvos do Gaeco durante a Operação Antivirus, que apurou a suposta prática dos crimes de corrupção, fraude em licitação, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro, envolvendo a prestação de serviços de empresas de tecnologia para o Detran.

Jornal Midiamax