O secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, afirmou que o governo estadual vai repassar R$ 5 milhões para a Santa Casa. Nesta segunda-feira (4), o município de divulgou repasse de R$ 1,5 milhão, além do que já é enviado mensalmente.

“Devemos fazer esse repasse no dia de hoje, significa um pouco mais de um mês de passivo”, disse Resende durante evento sobre erradicação de doenças transmitidas pelo Aedes aegypiti.

Com o envio de verba, o secretário afirmou que espera que a instituição de saúde consiga regularizar a situação financeira, como pagamento de fornecedores e profissionais. Destacou, ainda, que o problema é de gestão e não falha de repasse.

Hoje, a Santa Casa, maior de Mato Grosso do Sul, recebe aproximadamente R$ 24 milhões em verbas federal, estadual e municipal. De Campo Grande, o recurso é R$ 4,6 milhões, do Estado, R$ 2 milhões, e o restante do Ministério da Saúde. Com os acréscimos, o convênio, somando os repasses mensais do Estado, União e município, chega a R$ 293.358.131,14 por ano.