Política / Transparência

Comissão especial para investigar a Energisa é aprovada na Câmara Municipal

Em votação simbólica e em regime de urgência, foi aprovada nesta quinta-feira (31) pela Câmara Municipal de Campo Grande a criação da comissão especial que vai investigar possível descumprimento pela Energisa do contrato de concessão para fornecimento de energia elétrica com o Estado de Mato Grosso do Sul. Inicialmente, pretendia-se abrir uma CPI (Comissão Parlamentar […]

Nyelder Rodrigues Publicado em 31/10/2019, às 18h09 - Atualizado em 19/07/2020, às 20h25

(Izaías Medeiros. CMCG)
(Izaías Medeiros. CMCG) - (Izaías Medeiros. CMCG)

Em votação simbólica e em regime de urgência, foi aprovada nesta quinta-feira (31) pela Câmara Municipal de Campo Grande a criação da comissão especial que vai investigar possível descumprimento pela Energisa do contrato de concessão para fornecimento de energia elétrica com o Estado de Mato Grosso do Sul.

Inicialmente, pretendia-se abrir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar as reclamações recebidas sobre o preço elevado das contas de energia, porém, como a concessão se trata de competência estadual, a Câmara optou por abrir uma comissão especial, com três vereadores.

O projeto, de autoria do presidente da Casa, João Rocha (PSDB), chegou ainda nesta manhã e de pronto foi colocado para votação, sendo aprovada. Quem presidirá o caso será o vereador André Salineiro (PSDB), com Vinicius Siqueira (DEM) na relatoria.

Completa a comissão como membro o deputado Valdir Gomes (PP). Assim que for publicada sua criação no Diário Oficial da Câmara, o prazo para que os trabalhos sejam encerrados é de 120 dias, podendo ser prorrogado por mais 120 dias.

Jornal Midiamax