Política / Transparência

MPE irá apurar excesso de comissionados e desvio de funções no TCE

No total são quatro os inquéritos civis

Diego Alves Publicado em 12/03/2016, às 01h50

None
195153.jpg

No total são quatro os inquéritos civis

Além da investigação da contratação dos filhos do deputado Rinaldo Modesto, o MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) abriu outros três inquéritos civis contra o TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul).

De acordo com o MPE, será investigado o excesso de servidores comissionados, contratações de funcionários terceirizados e desvio de função por servidores comissionados e efetivos.

Consta no Diário do MPE-MS de segunda-feira (14), já publicada no site da instituição, o inquérito civil nº 06.2016.00000383-7, irá averiguar o excesso de servidores comissionados no Tribunal de Contas.

Já o inquérito nº 06.2016.00000384-8 vai apurar “eventuais contratações de funcionários terceirizados a desempenhar atividade-fim em detrimento de nomeação de servidores efetivos (concursados)”.

O terceiro inquérito é o de nº 06.2016.00000393-7 e investigará eventual ocorrência de desvio de função por servidores comissionados e efetivos. O promotor Fernando Martins Zaupa é o responsável pelos inquéritos.

Jornal Midiamax