O suposto acordo que fechou apoio tácito para pré-candidatura à Prefeitura de Campo Grande continua causando ciúmes e desconfiança entre correligionários. Segundo dizem, sujeito que entrou com o ‘apoio fake’ já está pedindo currículo aos aliados para distribuir os cargos que diz ter conseguido.

No entanto, teria exagerado na exploração midiática das conversas onde promete nomeações e até de reuniões em órgãos oficiais onde quer plantar emissários do padrinho político que orquestra tudo de Brasília.

Assim, correligionários da pré-candidatura oficial já enfrentam onda de ciúmes e desconfiança eleitoral.

Pré-candidatura de aliado fake tratada como certa em Campo Grande

“Cada vez mais gente dizendo que o cara vai lançar a candidatura dele e ainda vão aceitar as indicações dele? Tem alguma coisa errada aí. Ou nosso povo é muito bobo mesmo, e daí não vão sobreviver na política, ou tá rolando um jaguané na nossa pré-candidatura mesmo”, questiona dirigente ‘da casa’.

Segundo ele, mesmo internamente haveria uma fila de gente que foi colocada para fora ou que aguarda há meses por espaço.

“Enquanto isso, esse cara que todo mundo sabe ser pré-candidato também que é um ‘apoiador fake’, está desfilando em gabinetes levando aliados para escolher em qual mesa querem sentar”, reclama.

Sabe de algo que o público precisa saber? Fala pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

E você pode ficar tranquilo, porque nós garantimos total sigilo da fonte, conforme a Constituição Brasileira.

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.