Órgão de controle externo na mira de servidores da segurança pública em MS

| 17/02/2022
- 12:00
Órgão de controle externo na mira de servidores da segurança pública em MS

Criado para acompanhar externamente a atividade policial, órgão de controle está na mira de servidores da segurança pública de Mato Grosso do Sul, suspeito de agir com rigor apenas contra os profissionais da base.

Agora, inclusive, servidores avaliam que o órgão terá oportunidade de mostrar de atuará com a mesma eficiência contra figurão do setor com a qual apura infrações de menor teor ofensivo.

Fato público que gerou clamor devido ao destempero e descontrole de servidor será teste de como os membros do tal órgão são servis ou sérios.

"É um servidor que ficou irritadinho após garota reagir a uma buzinada que ele meteu no trânsito, e tem no histórico recentes a postura agressiva contra colegas mulheres. Agora, ele deveria ter que se explicar com mesma pressão que policiais são constrangidos por qualquer bobeira", avalia servidor de classe especial envergonhado com postura do machão de revolver na mão.

Como subalternos ja tocaram a música exatamente como o chefe precisava, somente órgão externo teria condição de apurar o caso de flagrante descontrole emocional e suposto abuso.

"Um policial experiente se envolver em tretinha de trânsito com uma menina e levar o caso ao extremo ja é sinal de que algo está muito errado com o psicólogico dele. Policial experiente quer distância de bronca besta como essa. Se a gente esta com vontade de meter o dedo no gatilho pra extravasar, tem que ir num clube de tiro, não usar uma menina sozinha como alvo. Um marmanjo desse alegar que temeu pela segurança abordando uma jovem sozinha é vexatório", diz o colega.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do !

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões de assuntos ou reportagens com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

Colegas acham que medo de que pisada de bola respingue até em relações comerciais de parentes irritou chefe

Últimas notícias