Política / Pimenta

EFEITO COLATERAL

As críticas do procurador Rodrigo Stephanini à chefia do Ministério Público, sobre a falta de independência em relação a políticos, teriam causado muita preocupação nos graduados ocupantes de gabinetes oficiais no Parque. Há temor, dizem, de que se o sucessor de Paulo Passos, atual procurador geral, não ‘”rezar a cartilha”, os desdobramentos seriam imprevisíveis.

Diretoria Publicado em 30/01/2020, às 12h35 - Atualizado em 31/01/2020, às 09h04

None

As críticas do procurador Rodrigo Stephanini à chefia do Ministério Público, sobre a falta de independência em relação a políticos, teriam causado muita preocupação nos graduados ocupantes de gabinetes oficiais no Parque. Há temor, dizem, de que se o sucessor de Paulo Passos, atual procurador geral, não ‘”rezar a cartilha”, os desdobramentos seriam imprevisíveis.

Jornal Midiamax