Política / Justiça

TJ nega recurso para servidor público estadual demitido após ‘Xeque Mate’

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negou mandado de segurança em favor do advogado Iraceno Teodoro Alves Neto, em tentativa de rever processo administrativo que culminou com sua demissão do governo estadual por envolvimento na Operação Xeque Mate. Os magistrados entendem que a anulação das interceptações telefônicas da investigação, em julgamento de […]

Arquivo Publicado em 11/04/2014, às 11h15

None

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negou mandado de segurança em favor do advogado Iraceno Teodoro Alves Neto, em tentativa de rever processo administrativo que culminou com sua demissão do governo estadual por envolvimento na Operação Xeque Mate.

Os magistrados entendem que a anulação das interceptações telefônicas da investigação, em julgamento de habeas corpus pelo próprio TJ, não é suficiente para garantir ao advogado a revisão do processo administrativo. Isto porque, conforme a decisão, publicada nesta sexta-feira no Diário da Justiça, há outras provas, além das ligações, que levaram à demissão.

Jornal Midiamax