Política / Justiça

MPE investiga ex-procurador-geral de Justiça de MS

O Procurador-Geral de Justiça, Paulo Alberto de Oliveira, disse em pronunciamento nesta tarde, que o órgão abriu investigação para apurar se, de fato, tem fundamento as declarações do deputado estadual Ary Rigo, do PSDB. Num diálogo gravado sem que ele soubesse, o parlamentar disse que deu R$ 300 mil ao ex-procurador-geral de Justiça, Miguel Vieira, […]

Arquivo Publicado em 23/09/2010, às 18h53

None

O Procurador-Geral de Justiça, Paulo Alberto de Oliveira, disse em pronunciamento nesta tarde, que o órgão abriu investigação para apurar se, de fato, tem fundamento as declarações do deputado estadual Ary Rigo, do PSDB.

Num diálogo gravado sem que ele soubesse, o parlamentar disse que deu R$ 300 mil ao ex-procurador-geral de Justiça, Miguel Vieira, um suposto agrado em troca de influência sobre o processo que investigava o prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi, sem partido, preso no início deste mês por corrupção. O vídeo é mostrado no You Tube desde anteontem.

A fala de Oliveira durou uns cinco minutos. Embora a imprensa local tenha sido convocada, nenhum jornalista pode fazer alguma pergunta ao procurador.

Oliveira disse ainda que as gravações foram encaminhadas a PGR (Procuradoria Geral da República) na sexta-feira passada.

No vídeo, o deputado disse que além do ex-procurador, a Assembleia passava dinheiro ao governador André Puccinelli, do PMDB e ao Tribunal de Justiça.

O ex-procurador negou ter recebido dinheiro em troca de favor e que vai processar o parlamentar.

Jornal Midiamax