Política / Justiça

Campo Grande recebe multirão do Conselho Nacional de Justiça

Campo Grande será a primeira cidade do País a receber o mutirão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) “Cidadania, direito de todos”. A ação, que deve ser realizada nos dias 23 e 24 de outubro pretende fazer registro de nascimento e RG para os indígenas que vivem em Campo Grande e ainda não possuem os […]

Arquivo Publicado em 04/09/2010, às 01h32

None

Campo Grande será a primeira cidade do País a receber o mutirão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) “Cidadania, direito de todos”. A ação, que deve ser realizada nos dias 23 e 24 de outubro pretende fazer registro de nascimento e RG para os indígenas que vivem em Campo Grande e ainda não possuem os documentos.


A Capital foi escolhida para estrear o projeto por possuir a maior população indígena em área urbana do País, segundo explicou o juiz auxiliar da presidência do CNJ, Daniel Issler. De acordo com levantamento da Fundação Nacional do Índio, vivem na Cidade Morena cerca de 10 mil índios e descendentes, sendo estimado que 1,5 mil não possuem registro de nascimento. As aldeias escolhidas para receber o projeto foram a Marçal de Souza, no bairro Tiradentes e Darcy Ribeiro, no Nova Lima.

Jornal Midiamax