Política / Justiça

Depoimento de Razuk na Justiça Federal de Dourados já dura 1 hora

O empresário e ex-deputado estadual Roberto Razuk (PDT) está depondo na Justiça Federal de Dourados há aproximadamente uma hora. Ele está acompanhado dos advogados João Arnar e Luiz Carlos Matos, além de dois policiais federais. Não há previsão de término para o depoimento, que está sendo prestado ao Juiz José Denilson Branco. Razuk chegou à […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O empresário e ex-deputado estadual Roberto Razuk (PDT) está depondo na Justiça Federal de Dourados há aproximadamente uma hora. Ele está acompanhado dos advogados João Arnar e Luiz Carlos Matos, além de dois policiais federais. Não há previsão de término para o depoimento, que está sendo prestado ao Juiz José Denilson Branco.

Razuk chegou à Justiça Federal sem algemas e acompanhado de dois policiais federais. Ele é acusado de ter se utilizado de documentos falsos para obter um empréstimo de R$ 3,5 milhões em 1995, junto ao Banco do Brasil.

De acordo com a denúncia, o ex-deputado teria oferecido, como garantia para o empréstimo, a fazenda Nabileque, em Ladário, propriedade inexistente. Dois nomes aparecem na escritura da propriedade: Basílio Couvre (vigia do ex-deputado) e Osmarino Custódio (seu motorista particular).

Além do caso relacionado ao empréstimo, também pesa sobre o pedetista a acusação de porte ilegal de uma pistola 9 mm. Ele também teria apresentado uma carteira de deputado estadual quando já não era mais parlamentar, para se recusar a entregar a arma aos policiais federais durante uma abordagem policial em 1999.

Jornal Midiamax