Guerra

Deputados estaduais e federais de Mato Grosso do Sul usaram as redes sociais para lamentar o ocorrido em e convidar eleitores a orarem pela restauração do país. “Clamamos pela urgência da paz, pela restauração da esperança e da harmonia na região. Nós que estamos aqui, em outro continente, devemos orar, torcer, emanar boas energias para que esse conflito acabe o quanto antes!”, disse uma das deputadas.

Paz?

Após resistências em tirar o nome da disputa para a pré-candidatura à prefeitura de Campo Grande pelo (PT), a advogada Giselle Marques decidiu aceitar a escolha do partido. Nas redes sociais, a colega de legenda parabenizou a deputada federal e disse “estamos juntas”. No dia do lançamento oficial de Camila para a corrida eleitoral no executivo municipal, Giselle se desentendeu com lideranças, foi embora sem falar com a imprensa, e nem mesmo acompanhar os discursos.

8 de janeiro e Israel

A senadora Soraya Thronicke rebateu internauta no Twitter. “Enfim descobriu o que é terrorismo, muito diferente do nosso 8 de janeiro”, disse um usuário ao se referir ao atentado em Israel. “Estás falando das senhorinhas fundamentalistas orando com a Bíblia nas mãos? Qualquer semelhança não é mera coincidência. É assim que tudo começa! Tente enganar outros, aqui vc não tem futuro!”, respondeu Soraya.

Bloqueado

A resposta da parlamentar rendeu comentários do deputado estadual Rafael Tavares, que compartilhou print dizendo: “Senadora Soraya comparando mulheres cristãs com terroristas do Hamas. Pqp”. Logo em seguida, Tavares mostrou que foi bloqueado das redes sociais da senadora.

É fake! 

Após o episódio, a senadora foi às redes sociais explicar que tudo não passava de um mal entendido. “Mais uma fake news criada para me atacar, mas a verdade sempre prevalece!”, disse. 

Recursos

O vereador se encontrou com senadora de Mato Grosso do Sul para pedir recursos. O parlamentar disse ter feito “reunião com a senadora Tereza Cristina para falarmos com sobre investimentos na construção de um laboratório de biologia molecular para o CCZ na Capital”. 

Saiba Mais