Nesta quarta-feira (31), o governador Eduardo Riedel (PSDB) publicou no um decreto especial, que revoga as situações de emergência declaradas em municípios na região do Pantanal. A área enfrenta nos últimos dias um incêndio, na região da Serra do Amolar.

Conforme a publicação, fica revogado o decreto de 14 de novembro de 2023, que declarava situação de emergência em Corumbá, Ladário, Miranda, e Porto Murtinho.

O decreto tem data de 30 de janeiro. Esses municípios na região do Pantanal enfrentaram tempestades e situações de alagamento e quedas de árvores no fim de 2023. Já em novembro, a situação era de focos de incêndio.

Agora, em janeiro, o Corpo de acompanha incêndio ainda não controlado na região da Serra do Amolar. São ao menos 5 dias de incêndios em uma área de difícil acesso, que fica a aproximadamente 700 quilômetros de Campo Grande.

Mesmo assim, o governador revogou o decreto, que declarava situação de emergência por 90 dias. “Declara-se “Situação de Emergência”, pelo prazo de 90 (noventa) dias, nos Municípios de Corumbá, Ladário, Miranda, Aquidauana e Porto Murtinho, afetados por desastre, classificado e codificado como Incêndio Florestal – Incêndios em Parques, Áreas de Ambiental e áreas de Preservação Permanente Nacionais, Estaduais ou Municipais”, diz o texto.

*Matéria alterada para acréscimo de informação

Foto: Imagem ilustrativa (Divulgação, Governo de MS)