Uma audiência pública na de Mato Grosso do Sul vai discutir a retomada das atividades do Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, localizado em . O estádio, inaugurado em março de 1971, está desde 2021 fechado para reforma, que emperrou devido à antiguidade da estrutura.

O debate deve reunir parlamentares, representantes do governo, sociedade e a (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), gestora do estádio. A audiência pública deverá acontecer no dia 29 de fevereiro, às 14h no Plenário Julio Maia.

“Precisamos discutir saídas que coloquem o equipamento em funcionamento de novo e de modo sustentável, para que haja continuidade de sua utilização para a população de Campo Grande e do Estado”, diz justificativa do deputado Pedro Pedrossian Neto (PSD), propositor da audiência.

Atraso em obras

As obras de revitalização foram anunciadas dentro do pacote de R$ 120 milhões do Governo de MS ao esporte do Estado, em outubro de 2021 – após aniversário de 40 anos de funcionamento. O investimento total pelo Governo do Estado foi de R$ 9,4 milhões.

Alguns meses após o anúncio, a Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de MS) alegou que o dinheiro já estava com a UFMS no final de 2021, mas a ‘Federal' dizia que a Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura), responsável pelas obras, ainda fazia as licitações.

Após um bate e rebate sobre atrasos entre a Fundesporte e a Universidade, as obras começaram apenas em junho de 2022. O processo de revitalização se divide em três etapas: estrutura e banheiros; parte elétrica; e acessibilidade e pânico.

No começo de fevereiro, o Jornal Midiamax questionou a Fapec sobre o andamento das obras e o prazo para conclusão era em até 4 meses, ou seja, em junho de 2023.

Morenão e grandes eventos esportivos

O Estádio Universitário Pedro Pedrossian, carinhosamente conhecido como Morenão, foi construído em 1971. A foi batizada em homenagem ao dirigente do Estado na época, o ex-governador Pedro Pedrossian, falecido em 2017. É o maior de Mato Grosso do Sul, ocupando a 18ª posição em relação aos estádios brasileiros.

Desde o início das obras, o Estádio Morenão – principal arena de Mato Grosso do Sul – deixou de receber grandes eventos esportivos. Neste ano, o Pedro Pedrossian deixou de sediar os jogos do Campeonato Estadual Série A e também não recebe as partidas do Operário no Brasileirão Série D.

Mas o maior deles e que movimentou Campo Grande em 2023 foi o fatídico “Jogo dos Amigos do Éder Militão”, que poderia ser histórico para MS e para o próprio estádio, que já teve até visita de ovnis.