Após obstrução legislativa dos deputados federais de Mato Grosso do Sul, Rodolfo Nogueira (PL), Marcos Pollon (PL) e Dr. Luiz Ovando (PP), em protesto por ‘interferências’ do STF (Supremo Tribunal Federal) no Congresso, os parlamentares devem aguardar reunião nessa terça-feira (3) para decidir se retomam pautas.

Ovando informou ao Midiamax, por meio de nota, que nesta terça a bancada do PP (Progressistas) vai se reunir para definição, além de encontro das bancadas ruralista e evangélica.

“Ficaremos atentos às atualizações sobre o andamento da semana após esses encontros de alinhamento. Reforçamos a importância de preservar a integridade do Poder Legislativo e manter a de poderes, impedindo invasões indevidas. Cada poder desempenha seu papel fundamental na democracia”, disse.

Ao Jornal Midiamax, a assessoria de comunicação da informou que a obstrução de pauta é permitida conforme as normas do Congresso Nacional. “Conforme consta no Art. 82 do Regimento Interno, a obstrução é considerada uma iniciativa parlamentar legítima”.

A reportagem também acionou os deputados Rodolfo Nogueira e Marcos Pollon por meio da assessoria de imprensa e aguarda retorno.

Obstrução da pauta

O movimento de obstrução é liderado pela FPA (Frente Parlamentar da Agropecuária), mas tem o apoio de outras frentes temáticas, entre elas a evangélica, católica e da segurança pública, além das bancadas do PL e do Novo.

“A vai parar. O Senado vai parar. Nada mais vai ser votado enquanto não respeitarem nossas prerrogativas”, declarou o líder da Oposição na Câmara, Carlos Jordy (PL-RJ). 

Saiba Mais