A administração Eduardo Riedel (PSDB) à frente do governo de Mato Grosso do Sul concluiu a terceira semana e preencheu mais cargos do segundo escalão. Desta vez, indicados pelo PT passaram a integrar os quadros públicos.

Humberto de Mello Ferreira, um nome avalizado por parlamentares do PT, foi nomeado secretário-executivo de Agricultura Familiar, dos Povos Originários e Comunidades Tradicionais.

Outro quadro apoiado pelos petistas, Washington Willeman de Souza assumiu o cargo de diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural). Ele é presidente do Sintegra-MS (Sindicato dos Trabalhadores em Instituições de Extensão Rural, Pesquisa, Assistência Técnica, Serviços Agropecuários e Afins).

Antes dos indicados do PT, mais dois diretores de órgãos públicos foram nomeados. Ex-diretor-presidente da Funtrab (Fundação do Trabalho), Marcos Derzi assume o comando da AEM-MS (Agência Estadual de Metrologia). 

Jaime Verruck foi designado para a MS-Mineral (Empresa de Gestão de Recursos Minerais). O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação também acumula o cargo de secretário-executivo de Meio Ambiente, que está vinculado à pasta.

Riedel ainda anunciou  o ex-secretário de Estado de Infraestrutura, Renato Marcílio da Silva, como novo diretor-presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul). Ele deve assumir o cargo a partir de 21 de janeiro.

Cúpula de segurança

Aud de Oliveira foi nomeado interino da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário). Segundo a Secretaria-Executiva de Comunicação, a definição do dirigente efetivo caberá ao órgão.

Riedel trocou os comandantes da PMMS (Polícia Militar), do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil. O coronel Renato Garnes é o novo comandante-geral da PM e a coronel Neidy Centurião assumiu como subcomandante-geral. Já Roberto Gurgel foi mantido como delegado-geral da Polícia Civil.

O coronel Hugo Djan Leite troca o comando-geral da corporação pela direção-geral da Defesa Civil. Em seu lugar, assume o coronel Frederico Reis Pouso Salas. O subcomandante-geral será o coronel Adriano Noleto Rampazo.

Secretarias executivas e chefias de autarquias e órgãos vinculados

O cargo de secretário-executivo vem logo abaixo do titular e do adjunto de cada pasta. A função foi criada na reforma administrativa de Riedel, oficializada pela Lei 6.035/2022.

Os cargos se concentram principalmente nas secretarias que abarcam mais de uma área. O secretário-executivo coloca em prática as políticas da pasta, enquanto titular e adjunto formulam os planos de ação.

São 16 secretarias executivas e três órgãos equivalentes. Abaixo, veja a lista de secretarias executivas e órgãos com status de secretaria executiva.

  • Escritório Estadual de Parcerias Estratégicas;
  • Escritório Estadual de Relações Internacionais;
  • Escritório de Relações Institucionais e Políticas no Distrito Federal;
  • Secretaria Executiva de Comunicação;
  • Secretaria Executiva de Transformação Digital;
  • Secretaria Executiva de Gestão Estratégica e Municipalismo;
  • Secretaria Executiva de Gestão Política na Capital;
  • Secretaria Executiva de Gestão Política no Interior;
  • Secretaria Executiva de Licitações;
  • Secretaria Executiva de Justiça;
  • Secretaria Executiva de Segurança Pública;
  • Secretaria Executiva de Assistência Social;
  • Secretaria Executiva de Direitos Humanos;
  • Secretaria Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor;
  • Secretaria Executiva de Desenvolvimento Econômico Sustentável;
  • Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação;
  • Secretaria Executiva de Meio Ambiente;
  • Secretaria Executiva de Agricultura Familiar, de Povos Originários e Comunidades Tradicionais;
  • Secretaria Executiva de Qualificação Profissional e Trabalho;

Saiba quem já foi formalmente nomeado.

  • Escritório Estadual de Parcerias Estratégicas: Eliane Detoni
  • Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação: Ricardo Senna
  • Secretaria-Executiva de Desenvolvimento Econômico e Sustentável: Rogério Beretta
  • Secretaria-Executiva de Qualificação Profissional e Trabalho: Bruno Gouvêa Bastos
  • Escritório de Relações Institucionais e Políticas no Distrito Federal: Sérgio de Paula
  • Secretaria-Executiva de Gestão Estratégica e Municipalismo: Thaner Nogueira
  • Secretaria Executiva de Meio Ambiente: Jaime Verruck
  • Secretaria Executiva de Agricultura Familiar, de Povos Originários e Comunidades Tradicionais: Humberto de Mello Ferreira

Neste mesmo nível, estão os diretores-presidentes das autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista. O Estado tem 25 órgãos vinculados. 

Dessas autarquias, algumas têm estatuto próprio e eleição interna. É o caso da Agems (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos), Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia) e UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Agems e Fundect tem como diretores-presidentes Carlos Alberto de Assis e Márcio de Araújo Pereira. O reitor da UEMS é Laércio Alves de Carvalho. Apesar dos nomes serem indicados pelo governador, os três tiveram seus nomes aprovados internamente ou pela Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

Abaixo veja a lista de órgãos vinculados.

  • Defesa Civil
  • Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos)
  • Fertel (Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa)
  • Escolagov (Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul)
  • Ageprev (Agência de Previdência Social)
  • Fadeb (Fundação de Apoio e Desenvolvimento à Educação Básica)
  • UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul)
  • Funsau (Fundação Serviços de Saúde de Mato Grosso do Sul)
  • Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário)
  • Detran (Departamento Estadual de Trânsito)
  • Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer)
  • Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul)
  • FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul)
  • Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural)
  • Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal)
  • Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia)
  • Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul)
  • Jucems (Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul)
  • AEM (Agência Estadual de Metrologia)
  • MS-Mineral (Empresa de Gestão de Recursos Minerais)
  • Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul)
  • MSGás (Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul)
  • Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos)
  • Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul)
  • Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul)

Veja quem já foi formalmente nomeado ou indicado.