O deputado estadual (PT) segue internado em estado grave na UTI (Unidade de Pronto Atendimento Médico) do Proncor em Campo Grande. De acordo com nota emitida na tarde desta quinta-feira (16), o informa que o paciente está em monitoramento constante.

A nota, autorizada pela família, informa que o quadro clínico do deputado é considerado grave e ele está recebendo cuidados intensivos. “A equipe médica está acompanhando de perto a evolução do paciente e tomando todas as medidas necessárias para garantir seu bem-estar e sua recuperação”.

Mais cedo, assessores do próprio político chegaram a confirmar sua morte, mas tanto o hospital como o chefe de gabinete, Manoel Paulo Barbosa, negaram em seguida a informação.

Equipes de reportagem estavam no gabinete do deputado quando a morte foi confirmada pela equipe e, depois, desmentida, quando foi necessário corrigir a informação repassada erroneamente pela assessoria.

Amarildo Cruz deu entrada na unidade ainda na madrugada desta quarta-feira (15). No fim do dia, o parlamentar teria sofrido uma parada cardiorrespiratória e precisou ser reanimado. O petista foi intubado e passou por diálise, conforme apuração do Jornal Midiamax. Ele teria um quadro de miocardite.

O petista está no quinto mandato, chegando a ir à (Assembleia Legislativa do Estado de MS) por duas vezes como suplente. Divorciado, é pai de três filhos.