Começou a tramitar na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o 306/2023, que institui o Dia Estadual de Combate ao Silvestres. Caso o texto passe pelos trâmites e seja aprovado, será celebrado anualmente no dia em 29 de setembro.

O texto foi apresentado pelo deputado (Republicanos) na sessão plenária desta quarta-feira (25). Conforme o projeto, no dia da campanha, deverão ser feitas ações que objetivam debater assuntos relacionados ao tráfico de animais silvestres.

Na justificativa da proposta, o deputado afirma que o tráfico de animais silvestres é considerado a terceira atividade criminosa mais lucrativa, atrás apenas do tráfico de drogas e o tráfico de armas. Vaz elenca ainda, que em Mato Grosso do Sul, apenas no mês passado, foram apreendidas 208 aves, sendo 206 papagaios, uma maritaca e uma arara-vermelha.

De acordo com o deputado Antonio Vaz, o Dia Estadual de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres oferecerá à sociedade a oportunidade e o estímulo para o debate dos problemas e a busca de soluções para esse crime.

A proposta segue para análise da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação). Caso receba parecer favorável quanto à constitucionalidade e outros aspectos legais, continuará tramitando com votações nas comissões de mérito e em sessões plenárias.