O deputado estadual Junior Mochi (MDB) foi diagnosticado com Covid-19 nesta quinta-feira (23). Ele havia se sentido mal ontem, quarta-feira (22), e a informação inicial era de que seria um resfriado.

Mochi procurou o serviço médico da ( Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul) ainda ontem. “Senti dor de cabeça e no corpo. O médico mediu minha pressão [arterial] e estava alta. Passei a tarde em casa e hoje de manhã fiz teste e deu positivo”, relatou ao Jornal Midiamax.

O emedebista deve ficar pelo menos uma semana afastado da Casa. “Vou fazer uma tomografia para ver como estão os pulmões. Mas estou com sintomas leves, provavelmente por ter tomado vacina”, afirmou Mochi, que recebeu três doses do imunizante.

Após terceiro afastamento, deputado sugere check-up na Alems

Pedro Kemp (PT) recomendou durante a sessão de hoje da Alems que os colegas façam exames regulares. “Sugiro que todos os deputados estejam com seus exames em dia, com seus check-ups em dia, para que possamos nos cuidar mais. Política não se consome e a gente precisa cuidar da saúde”, disse.

Inicialmente, a informação no Plenário Deputado Júlio Maia sofreu uma crise de pressão alta, mas o gabinete informou que era resfriado. “Não procede essa informação [de pressão alta]. Ele não foi internado, ele apenas não estava se sentindo bem devido a um resfriado, porém está em recuperação em casa e medicado, e passa bem”, diz o comunicado enviado pela assessoria de imprensa do deputado.

Colega de bancada de Mochi, Marcio Fernandes avaliou que tantos problemas de saúde na Casa são motivos de preocupação e de alerta.

“Acredito que sim. Até a questão emocional, é o que tá pesando mais. Foi muito rápido, principalmente a do Amarildo. Passamos a do [Cabo] Almi há pouco tempo”, afirmou, garantindo também que fez check-up recentemente.

Há duas semanas, o deputado estadual José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, foi internado no Hospital Cassems Campo Grande com dores no peito (angina). Ele passou por uma cirurgia de cateterismo e foi liberado.

Porém, na semana passada, ele voltou a sentir dores e foi internado novamente. Passou por novo cateterismorecebeu alta e se recupera em casa.

Enquanto Zeca ainda estava na segunda internação, outro parlamentar precisou ir ao hospital. (PT) teria dado entrada no Proncor com quadro de miocardite, mas a família evitou dar detalhes.

Após duas paradas cardiorrespiratórias, o petista não resistiu e morreu na última sexta-feira (17). Ele foi velado na Alems ainda na sexta e foi sepultado no sábado (18) em Presidente Epitácio (SP).

Saiba Mais