Mesários são convocados em Dourados para eleições de 2022; veja lista

Voluntários vão atuar em locais de votação da região norte da cidade, sob a 43ª Zona Eleitoral
| 15/07/2022
- 09:50
Mesários são convocados em Dourados para eleições de 2022; veja lista
Foto: Divulgação/TRE-MS

O juiz da 43ª Zona Eleitoral de Dourados, Caio Marcio de Britto, nomeou os mesários que vão atuar em locais de votação na região norte da cidade e nos municípios de Itaporã e Laguna Carapã nas eleições gerais, em outubro. 

O edital foi publicado na desta sexta-feira (15) do DJEMS (Diário da Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Quem não quiser ser voluntário neste pleito tem cinco dias para recorrer junto ao Cartório Eleitoral da cidade ou por e-mail. Caso o convocado não compareça no dia da votação, a partir das 6h, tem 30 dias para justificativa, sob pena de multa.

Confira abaixo a lista de convocados:

Vantagens em ser mesário

• O eleitor que for convocado, se universitário, poderá obter horas que valem como atividade extracurricular nas instituições parceiras do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul);

• Conforme a Lei Estadual 5.386/2019, há garantia de isenção do pagamento de taxas de inscrições dos concursos públicos realizados no Estado e, se previsto em edital, a participação também vale como desempate;

• Outro benefício são os dois dias de folga no trabalho por turno da eleição e também dois dias de folga por dia de treinamento.

Mesário Voluntário

O eleitor pode se voluntariar para exercer essa função fundamental para a democracia. Nas eleições municipais de 2020, dos mais de 24 mil mesários do estado, cerca de 5 mil foram voluntários, representando uma média de 20%.

O programa Mesário Voluntário da Justiça Eleitoral é focado na ampliação do número de colaboradores a atuarem de forma consciente e espontânea. Os interessados podem ser universitários ou não, devendo ser qualificados e aptos a desempenhar satisfatoriamente suas atribuições no dia das eleições.

Para se inscrever como mesário voluntário, clique aqui.

Veja também

A Justiça Eleitoral considerou o vídeo como propaganda eleitoral antecipada negativa

Últimas notícias