O ex-ministro de Governo, Carlos Marun (MDB), confirmou que não vai concorrer como deputado federal pelo partido após o vereador Jamal Salem, o Dr. Jamal, retirar a candidatura ao cargo. O nome de Marun era o mais cotado pelos emedebistas.

Na manhã desta terça-feira (30), Marun confirmou ao Midiamax que não será o candidato a ocupar a vaga. Ele adianta que o partido está avaliando opções. O MDB tem um prazo que expira em dois dias para divulgar o nome de um novo candidato.

O nome de Marun foi o mais cotado para ocupar o cargo. A princípio, ele não descartava a possibilidade, mas com o passar dos dias disse que estava disponível, mas que não tinha a intenção. Nesta terça-feira, como previsto, o ex-ministro confirmou que não disputará o cargo.

“Não serei candidato. O partido está avaliando as opções”, disse Marun.

Apesar de ter desistido, a candidatura de Jamal poderia enfrentar obstáculos na Justiça, isso porque o nome do vereador consta na lista do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) entregue ao TRE-MS com irregularidades ou pendências. Jamal tem uma condenação por improbidade administrativa enquanto secretário de Saúde de Campo Grande. Ele recorreu, mas a condenação foi mantida.