Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Messias Bolsonaro (PL) disputam o segundo turno das eleições para a Presidência da República em 30 de outubro de 2022, com 47,85% e 43,70% dos votos válidos, respectivamente, conforme os dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cravou o 2º turno às 20h31 (horário de Mato Grosso do Sul), com o segundo turno matematicamente garantido. As pesquisas eleitorais divulgadas nas últimas semanas, no entanto, projetavam possibilidade de vitória do petista já no primeiro turno, o que não se confirmou.

A apuração parcial de votos ainda trouxe a senadora Simone Tebet (MDB) em terceiro lugar, com 4,21% dos votos válidos, seguida por Ciro Gomes (PDT), que conquistou 3,05% do eleitorado. Soraya Thronicke (União Brasil) teve 0,51% dos votos, enquanto Felipe D’Avila (Novo) pontuou 0,48%. Padre Kelmon (PTB) tem 0,07%.

Léo Péricles (UP) obteve 0,05%. Seguem na lista Sofia Manzano (PCB) com 0,04%; Vera (PSTU ), com 0,02%; e Eymael (DC), também com 0,01%.

Ainda com 97,38 das urnas apuradas e segundo turno matematicamente já garantido, o TSE apontava mais de 120,555 milhões de votos, dos quais mais de 115.232 eram válidos. Bracos (1,93 milhões) e nulos (cerca de 3,4 milhões) somaram aproximadamente 1,59%.

Apuração acirrada

Com a apuração iniciada por volta das 16h (horário de Mato Grosso do Sul), os números traziam o atual presidente à frente – Bolsonaro chegou a abrir margem de quase 2 milhões de votos, considerando urnas de todo o país.

Todavia, por volta das 19h03, os números foram atualizados e colocaram o petista à frente de seu adversário no segundo turno. Nesse momento, urnas localizadas em estados do nordeste ainda apresentavam menos de 50% de apuração.

Mato Grosso do Sul

Em Mato Grosso do Sul, o TSE apontou vitória de Jair Bolsonaro, com aproximadamente 52,71% dos votos, contra 39,03% de Lula, às 20h31, com 99,97% das urnas apuradas. A sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB) obteve 5,29% dos votos, contra 1,95% de Ciro Gomes.

Também de Mato Grosso do Sul, Soraya Thronicke (União Brasil) teve 0,54% do total computado. Do partido Novo, Felipe D’Avila pontuou 0,49%, enquanto Padre Kelmon surgiu com 0,07%.

Sofia Manzano (PCB) surge com 0,02%. Seguem na lista Léo Péricles (UP), com 0,02%; Vera (PSTU ), com 0,01%; e Eymael (DC), também com 0,01%.

Vale lembrar que, contrariando a maioria das pesquisas divulgadas no Estado, Capitão Contar (PRTB) e Eduardo Riedel (PSDB) também vão disputar o 2º turno em 30 de outubro. Com 91,22% das seções e 1.410.795 votos apurados, Contar apareceu com 27,03% dos votos e Riedel com 24,03% dos votos.