Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) viaja para Cassilândia, para o velório e sepultamento do prefeito Jair Cogo Boni, nesta quarta-feira (1º). Aos 74 anos, ele morreu depois de ficar internado 25 dias em um hospital no estado de São Paulo.

Jair Boni foi internado no Hospital das Clínicas São Lucas, em 6 de maio, para tratar uma pneumonia. Com problemas respiratórios, o prefeito foi transferido para hospital em São José do Rio Preto no dia 10 do mês passado, onde foi transferido na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Chegou a receber alta dois dias depois.

De acordo com informações da família, o cortejo a Jair começou às 07h em frente ao Paço Municipal, mas as despedidas duram apenas 01h30 com o caixão lacrado, por conta da causa da morte ser Covid-19.

O corpo foi enterrado às 11h no Cemitério Municipal de Cassilândia, onde amigos e familiares se despediram de Jair Cogo Boni.

Jair Boni

No entanto, Jair continuou internado para seguir o tratamento médico e realizar exames, mas estava sem previsão de alta médica. O chefe do executivo tratava de uma fibrose pulmonar há três anos.

Segundo o site Cassilândia Notícias, a filha afirmou que o pai contraiu Covid-19 e foi entubado na noite de terça-feira (30), mas não resistiu.

*Matéria alterada às 12h19 para acréscimo de informações