Deputados votam PEC que libera estados e municípios do investimento mínimo na educação

PEC pode entrar em votação na Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (11)
| 11/04/2022
- 11:35
Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Pedro França, Arquivo

Os deputados federais devem votar nesta segunda-feira (11), a partir das 17h, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que libera estados e municípios, em 2020 e 2021, de cumprirem o mínimo previsto na Constituição de investimentos em educação.

A PEC já foi aprovada pelo Senado Federal e decorre do estado de pública provocado pela pandemia de Covid-19.

Segundo a Agência Câmara de Notícias, a Proposta foi aprovada na semana passada em comissão especial, e com isso, os estados, os municípios e os agentes públicos desses entes federados não poderão ser responsabilizados administrativa, civil ou criminalmente pelo descumprimento da aplicação, exclusivamente nos exercícios financeiros de 2020 e 2021, na manutenção e desenvolvimento do ensino do mínimo de 25% da resultante de impostos.

O que diz a bancada federal de MS

Conforme o deputado Vander Loubet (PT), a bancada do PT na Câmara deve adotar uma posição favorável a essa PEC, após debate interno a respeito. “Entendemos que realmente a pandemia prejudicou a aplicação das verbas da educação por conta do necessário fechamento das escolas”.

Entretanto, segundo o parlamentar, cabe o alerta de que não se pode vincular a proposta da PEC 13 com a ideia de que há sobra de recursos na educação. “Pelo contrário, precisamos seguir trabalhando para, cada vez mais, ampliar a verba destinada à educação (para ações como construção de novas escolas, obras de reforma nas escolas existentes, pagamento do piso dos profissionais da educação, etc.), além, é claro, de tornar sua aplicação mais eficiente”.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com os outros sete deputados federais, mas não obteve resposta até o fechamento deste texto.

Veja também

Procuradoria-Geral de Maracaju afirma que aguardam notificação judicial sobre a condenação de Rogério Bezerra, preso por homicídio

Últimas notícias