Capitão Contar diz que candidatura ao Governo garante palanque para Bolsonaro em MS

Deputado deixou o PL por conta de acordo para apoiar candidato do PSDB
| 09/04/2022
- 08:00
Foto: Mídias Sociais
O deputado estadual durante a última agenda política do presidente Jair Bolsonaro, em Mato Grosso do Sul

Após deixar o PL e se filiar no PRTB, o deputado estadual Capitão Contar lançou sua pré-candidatura ao Governo do Estado na última sexta-feira (1º), em Brasília. Ele aposta que sua candidatura será o principal palanque de Jair Bolsonaro (PL) — que tentará a reeleição —, apesar de o presidente não declarar publicamente apoio recíproco.

O parlamentar que havia dado convicção que disputaria a reeleição se viu contrariado com os acordos feitos pelo ex-partido, que fechou apoio a candidato do PSDB na disputa pelo governo do Estado.

Dessa forma, o Capitão Contar tenta fixar a representatividade de sua pré-campanha à imagem do presidente Jair Bolsonaro (PL). Fiel às ideologias políticas e sociais pregadas pelo chefe do Executivo federal, o parlamentar acredita que as movimentações futuras mostram ao eleitorado bolsonarista do MS quem será a base de apoio à reeleição de Bolsonaro. 

Ao Jornal Midiamax, o pré-candidato disse que os acordos costurados pela ex-ministra (PP) e o PSDB foram um dos pontos que o fizeram reconsiderar o convite do PRTB. Além disso, a sua pré-candidatura é vista como uma  ‘terceira via’ em relação às demais anunciadas em Mato Grosso do Sul.

“Não tem como eu estar num partido (PL) onde subirá o pré-candidato do PSDB. Isso vai contra tudo que eu fiz durante quatro anos de mandato. Além de divergir da base tucana nas votações, protocolei um pedido de impeachment para o Reinaldo Azambuja [PSDB], então, isso literalmente é o avesso à minha postura como parlamentar”, frisou.

Caroneiros 

Apesar de ter sido um dos deputados mais votados em 2018, Contar disse ao Jornal Midiamax acreditar que o eleitor terá mais cuidado e critério para não escolher ‘caroneiros’ nas eleições deste ano.

Contar também defendeu que o eleitor irá avaliar as ações dos candidatos, ao invés de simplesmente votar naqueles que posarem em fotos com o presidente da República, "principalmente depois que tantas máscaras caíram".

“Estamos em um estado conservador e que acredita muito no presidente Jair Bolsonaro. Ele é a mola propulsora dessas bandeiras, Deus Pátria e Família. Uma coisa é ser Bolsonaro na foto. Outra coisa é ser Bolsonaro de fato”.

Entrevista deputado capitao Contar Leonardo de Franca 60 - Capitão Contar diz que candidatura ao Governo garante palanque para Bolsonaro em MS
Pré-candidato ao governo de MS pelo PRTB, Capitão Contar. (Foto: Leonardo de / Midiamax)

Tostão x Milhão

Com as pré-candidaturas postas dando milhões em viagens e alianças políticas, o PRTB segue como uma das menores siglas do MS e que irá receber poucos recursos do fundo partidário neste ano. 

Questionado sobre como pretende tocar a pré-campanha, o deputado estadual argumentou que o PRTB irá trabalhar em cima do que tem, reforçando que não gastou tanto durante a eleição anterior e foi eleito com uma margem de votos acima do esperado pelo PSL — atual União Brasil após fusão com o DEM.

“Teremos uma campanha de tostão contra milhão. Essa é a realidade. Não concordo com essas campanhas milionárias. Se fosse pelos recursos, teria ficado no União Brasil, hoje o partido com o maior potencial financeiro. Mas não é a nossa linha de trabalho, então seguiremos assim com o que temos”, pontuou.

Nas eleições de 2018, Capitão Contar foi eleito com 78.390 votos e foi o segundo deputado que menos gastou durante a campanha eleitoral de 2018, perdendo apenas para Coronel David (PL).

Dados oficiais disponíveis no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral), mostram que o parlamentar declarou despesas de R$ 82.371,29, resultando em aproximadamente R$ 1,05 por voto que recebeu, a menor proporção entre os 29 eleitos. 

Veja também

O juízo da Vara de Falências, Recuperações, Insolvências e Cartas Precatórias Cíveis de Campo Grande...

Últimas notícias