Política

Vereador denuncia ‘socos e tapas’ após se reunir com médico para apurar irregularidades

Parlamentar diz que marcou reunião com o suspeito e, em seguida, teria sido agredido

Graziela Rezende Publicado em 28/12/2021, às 17h35

None
Polícia Civil/Divulgação

Um vereador de 32 anos, atuante em Aparecida do Taboado, na região leste do estado, foi até a delegacia para denunciar suposta agressão sofrida por um médico, nessa segunda-feira (27). Na ocasião, o parlamentar diz que marcou uma reunião com o suspeito, de 29 anos, além de outro médico, de 37 anos, para falar sobre denúncias de irregularidades na Fundação Estatal de Saúde (Fesat). 

Assim que chegou no local marcado, às 11h, o vereador alega que tentou cumprimentar um dos médicos e teria sido “ignorado”. Na sequência, ao falar de falhas que estariam ocorrendo durante procedimentos médicos, o vereador teria sido agredido com socos e tapas pelo suspeito. 

Assim que o médico foi embora, o parlamentar diz que viu o relógio dele caído no chão e levou até a delegacia do município. Além de entregar o objeto, denunciou as agressões.  O caso foi registrado como lesão corporal dolosa. O outro médico, que estava presente na ocasião, foi qualificado como testemunha.

O Jornal Midiamax entrou em contato com a delegada que atendeu o caso e aguarda retorno. 

Jornal Midiamax