Política

"São opiniões individuais, não decisão coletiva", diz deputado sobre falas pelo União Brasil

Novo partido é fruto de fusão do DEM e PSL e, em MS, começa a gerar discordâncias quanto à condução

Mayara Bueno Publicado em 21/10/2021, às 14h20

Deputado estadual Barbosinha, do DEM.
Deputado estadual Barbosinha, do DEM. - (Foto: Luciana Nassar, Jornal Midiamax)

Repercutindo falas do vereador Professor Riverton, do DEM, que se fundiu com o PSL, criando o União Brasil, o deputado estadual Barbosinha (DEM) afirmou que o que tem visto até agora da nova legenda são 'opiniões individuais que não representam o coletivo'.

Assim como o parlamentar municipal, o deputado não mencionou nomes. Mas reclamação giraria em torno de anúncio de candidata ao Governo de Mato Grosso do Sul pelo novo partido — que ainda precisa ser homologado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A senadora Soraya Thronicke (PSL) teria anunciado o nome da deputada Rose Modesto, que é do PSDB, como possível postulante em 2022.

"Falei com ele [com vereador Riverton] e outras pessoas do DEM, para tranquilizar e dizer que as opiniões individuais não representam o coletivo. As opiniões do DEM não foram manifestadas, estamos dialogando, ouvindo nossa liderança maior, que é a ministra Tereza", disse Barbosinha. Segundo ele, 'no momento oportuno', os integrantes vão se reunir para definição dos rumos que vão ser tomados. "Por enquanto, tenho ouvido opinião individual, mas não uma fala pelo partido".

Durante a sessão da Câmara Municipal nesta quinta-feira (21), novamente, o vereador Professor Riverton reclamou do que chama de 'decisão unilateral'. "Nada foi regimentado, precisa de diálogo para construir. Não podemos tomar decisão precipitada".

Ao Jornal Midiamax, a senadora Soraya Thronicke reafirmou que tem, sim, conversado com lideranças do DEM no Estado. Ela, inclusive, ratificou que ainda neste mês fará uma reunião com integrantes do DEM, conforme disse no início da semana para nossa reportagem.

“Não sei se as críticas são direcionadas a mim, mas, se for, o referido vereador pode ficar tranquilo, pois como líder do PSL-MS já tenho conversado com as lideranças do DEM-MS há alguns dias para alinhar determinadas questões, além do diálogo que mantenho diretamente com o presidente nacional do União Brasil, deputado federal Luciano Bivar. Também já estamos organizando um encontro com os outros membros dos partidos para os próximos dias. Todos serão devidamente comunicados”, afirmou.

Jornal Midiamax