Política

‘Roubando a gente não está’, diz a vereadora sobre irmã enfermeira com salário de R$ 9,8 mil em hospital municipal

“Se a minha irmã ganha mais que eu, fico extremamente feliz”, diz a vereadora Andrea Fim (DEM) sobre o salário de R$ 9,8 mil recebido pela enfermeira Adriana Fernandes Fim Arão que é irmã da legisladora de Nova Alvorada do Sul, cidade a 121 km de Campo Grande. Adriana é contratada por prazo determinado e […]

Diego Alves Publicado em 05/02/2021, às 21h03 - Atualizado em 07/02/2021, às 07h28

Reprodução
Reprodução - Reprodução

“Se a minha irmã ganha mais que eu, fico extremamente feliz”, diz a vereadora Andrea Fim (DEM) sobre o salário de R$ 9,8 mil recebido pela enfermeira Adriana Fernandes Fim Arão que é irmã da legisladora de Nova Alvorada do Sul, cidade a 121 km de Campo Grande.

Adriana é contratada por prazo determinado e lotada no Hospital Municipal Francisca Ortega em Nova Alvorada, consta em Diário Oficial. O salário da enfermeira referente a janeiro, gerou polêmica entre moradores da cidade, pelo fato da irmã da vereadora ter recebido R$ 4,3 mil a mais do que consta em seu extrato de contratação. “Se o contrato está assim, algum motivo tem”, diz a vereadora no vídeo.

De acordo com o portal da transparência do município, Adriana que tem cargo de enfermeira padrão, recebeu R$ 9.837,87 de remuneração como primeiro salário. “Cada profissional tem uma faixa salarial, meus queridos”, argumenta Andrea.

Segundo a publicação do dia 1º de fevereiro do Diário Oficial, Adriana receberia mensalmente R$ 5.465,48, valor este que dobrou no primeiro mês. A contratação da enfermeira tem vigência a partir 1º de janeiro de 2021, data da assinatura do contrato. “A contratação é necessária pelo aumento da demanda nos atendimentos médicos devido a pandemia do vírus Covid-19”, diz a publicação.

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) como possível caso de nepotismo. “Cada profissional tem uma faixa salarial meus queridos”, falou a vereadora no vídeo. “Roubando a gente não está”, diz a vereadora.

Jornal Midiamax