Política

Reforma de Reinaldo deve garantir volta de Dione Hashioka para a Assembleia

Tendência é que Barbosinha deixe Casa de Leis para assumir secretaria e, assim, a suplente Dione Hashioka entraria na vaga do deputado.

Jones Mário Publicado em 17/02/2021, às 16h48 - Atualizado em 18/02/2021, às 08h22

Dione Hashioka deve voltar para a Assembleia Legislativa (Foto: Divulgação/ALMS)
Dione Hashioka deve voltar para a Assembleia Legislativa (Foto: Divulgação/ALMS) - Dione Hashioka deve voltar para a Assembleia Legislativa (Foto: Divulgação/ALMS)

A reforma no primeiro escalão promovida pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deve garantir a volta de Dione Hashioka para a Assembleia Legislativa. Inclusive, a tucana já fala como deputada estadual e espera ser empossada na próxima semana.

Isto porque o deputado estadual Barbosinha (DEM) deve deixar a Casa para assumir o comando de uma pasta. A reportagem do Midiamax apurou que são dois caminhos possíveis: Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura) ou Segov (Secretaria de Estado de Governo e Desburocratização).

Na segunda opção, Eduardo Riedel deixaria a Segov para administrar a Seinfra. Seu nome é um dos mais cotados para a pasta que centraliza as ações em obras do governo. Hoje (17) mais cedo, ele disse que a decisão é “personalíssima” do governador e deve sair até o fim desta semana.

A Seinfra é tocada interinamente por Luís Roberto Martins de Araújo, secretário-adjunto, desde meados de janeiro deste ano, quando Murilo Zauith (DEM) foi exonerado.

Assim, caso Barbosinha seja o escolhido, a pasta seguirá sob a guarda do Democratas. O deputado já passou pelo primeiro escalão do governo de Azambuja quando tocou a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), entre abril de 2016 e dezembro de 2017.

Enquanto isso, Dione Hashioka se prepara para retornar à Assembleia Legislativa depois de sete anos. A ex-deputada ficou como suplente nas eleições de 2018 e assume a vaga de Barbosinha caso o afastamento de confirme.

Dione tinha esperanças de começar 2021 já deputada, expectativa que foi frustrada com a derrota de Barbosinha nas eleições para a prefeitura de Dourados. De quebra, seu marido Roberto Hashioka perdeu a disputa pelo Executivo municipal de Nova Andradina no ano passado.

Jornal Midiamax