Política

PSDB definirá nova data para votação de prévias devido à instabilidade no aplicativo

"Todos os votos registrados desde a abertura da votação neste domingo estão válidos e serão computados", informou o Partido

João Ramos Publicado em 21/11/2021, às 17h25

Votação teve início às 7h deste domingo (21) e estava prevista para acabar às 15h, horário de Brasília
Votação teve início às 7h deste domingo (21) e estava prevista para acabar às 15h, horário de Brasília - (Foto: Divulgação, PSDB)

O PSDB concluiu, às 18h deste domingo (horário de Brasília), o processo de votação em urna eletrônica para a escolha do candidato do partido à presidência da República. Em nota, o partido divulgou que "o processo de votação em aplicativo encontra-se pausado em razão de questões de infraestrutura técnica, que não comportou a demanda dos votantes das prévias", disse a sigla.

Os votos registrados neste domingo (21) estão preservados e o PSDB está definindo, junto com os candidatos, em que momento o processo será retomado. O PSDB afirmou ainda que definirá nova data para reabertura do processo de votação para que todos os filiados que não puderam votar neste domingo possam, com tranquilidade e segurança, registrar o seu voto e concluir a escolha do nosso candidato às eleições presidenciais de 2022.

Os votos recebidos tanto pelo aplicativo quanto por meio das urnas eletrônicas ao longo serão totalizados ao final do processo de votação. "A integridade e a segurança do sistema estão totalmente preservadas. Todos os votos registrados desde a abertura da votação neste domingo estão válidos e serão computados", finalizou o comunicado.

O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio; o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; e o governador de São Paulo, João Doria, disputam as prévias tucanas para as eleições presidenciais de 2022.

A votação teve início às 7h deste domingo (21) e estava prevista para acabar às 15h, horário de Brasília. Devido a problemas na plataforma, o partido decidiu prolongar o pleito para as 18h (hora de Brasília). Posteriormente, as falhas continuaram e a sigla decidiu pausar a votação.

Jornal Midiamax