Política

PSB monta chapas e avalia em agosto se apoia ou lança candidato ao Governo de MS

Atualmente, partido não tem representação nas bancadas de deputados estadual e federal

Mayara Bueno Publicado em 27/07/2021, às 11h28

Ricardo Ayache em reunião com membros do partido.
Ricardo Ayache em reunião com membros do partido. - (Foto: Reprodução/Facebook, Arquivo)

O PSB em Mato Grosso do Sul monta chapas de candidatos a deputado estadual e federal e deve decidir em breve se lança candidato ao Governo do Estado ou se apoiará outra candidatura. A um ano e três meses das eleições de 2022, os partidos comentam que é cedo para definições sobre o pleito, embora admitam que as conversas são intensas nos bastidores.

De acordo com o presidente do PSB, Ricardo Ayache, existem 'várias conversas acontecendo, mas ainda são iniciais' e a legenda 'está avaliando todo cenário'. Quanto à lançar seu nome para disputa ao Executivo estadual ou apoiar outras siglas partidárias, o dirigente, que também preside a Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de MS), disse que, em agosto, se reunirá com o presidente nacional do PSB para discutir o assunto.

Atualmente, o PSB não tem deputado estadual nem federal. Em Campo Grande, tem o vereador Carlão, presidente da Câmara Municipal, e quem sempre cita o fortalecimento do partido durante falas na tribuna. Em 2020, no entanto, o PSB apoiou a reeleição do prefeito Marquinhos Trad (PSD), enquanto em 2018, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

A princípio, vários nomes são colocados como pré-candidatos ao Governo de Mato Grosso do Sul, como o do ex-governador André Puccinelli (MDB), do prefeito Marquinhos Trad, ex-governador Zeca do PT e o secretário de Infraestrutura do Estao, Eduardo Riedel (PSDB) - Azambuja encerra seu segundo mandato no fim de 2022. Memso que vários nomes sejam citados, nem todas as pré-candidaturas se confirmam no ano de eleição.

Jornal Midiamax