Política

Marquinhos lamenta morte de dentista Gustavo, vítima de homofobia em Campo Grande

Gustavo foi encontrado sem vida por volta das 5 horas da manhã desta quinta (14)

Mariane Chianezi e Dândara Genelhú Publicado em 15/10/2021, às 11h09

None
Reprodução/Redes Sociais

Encontrado morto na madrugada desta quinta-feira (14),a perda repentina do cirurgião-dentista, Gustavo Lima, de 27 anos, causou comoção entre os moradores. O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), lamentou a morte do rapaz e a incompreensão dos intolerantes após o episódio de homofobia sofrida pelo dentista em agosto.

“Por que não conviver com as diferenças? Por que não se sentar com alguém que tem o modo de vida diferente daquele que você escolheu? Perdemos o Gustavo ontem, aqueles que não têm uma noção exata da retirada da vida daquele menino, somente o passar dos anos pode dar essa sabedoria”, disse o prefeito.

Marquinhos disse, durante agenda oficial nesta sexta-feira (15), que tentou contato com a mãe de Gustavo. “É outra vida que com certeza absoluta perdeu o sentido do sorrido nesta terra”, comentou.

Morte

Gustavo foi encontrado sem vida por volta das 5 horas da manhã desta quinta (14), no corredor de sua residência, onde morava com os pais. A principal suspeita é que o cirurgião-dentista tenha cometido suicídio. 

Nas redes sociais, amigos de Gustavo lamentam a perda tão precoce. Muitos relataram não acreditar no que havia ocorrido. “Que Deus conforte seu coração e de todos seus familiares e amigos”. Outra postagem diz: “Descanse em paz amigo”.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) emitiu nota de pesar pelo falecimento do dentista, que além de trabalhar em pontos de vacinação contra Covid, também era residente da USF (Unidade de Saúde da Família) do Coophavilla II.

Jornal Midiamax