Política

Com sessão extraordinária, deputados aprovam programa Mais Social

Os deputados estaduais aprovaram em primeira e segunda votação nesta quarta-feira (31), o programa Mais Social, que vai pagar R$ 200 a 100 mil famílias de Mato Grosso do Sul. Agora, o projeto do governo estadual, vai à sanção de Reinaldo Azambuja (PSDB). A proposta foi apresentada na última terça-feira (30) aos parlamentares e já […]

Renata Volpe Publicado em 31/03/2021, às 11h28

Sessão foi presidida pelo deputado Paulo Corrêa (PSDB). (Reprodução)
Sessão foi presidida pelo deputado Paulo Corrêa (PSDB). (Reprodução) - Sessão foi presidida pelo deputado Paulo Corrêa (PSDB). (Reprodução)

Os deputados estaduais aprovaram em primeira e segunda votação nesta quarta-feira (31), o programa Mais Social, que vai pagar R$ 200 a 100 mil famílias de Mato Grosso do Sul.

Agora, o projeto do governo estadual, vai à sanção de Reinaldo Azambuja (PSDB). A proposta foi apresentada na última terça-feira (30) aos parlamentares e já passou hoje pela CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação).

A proposta recebeu cinco emendas, dentre elas, o aumento de R$ 200 para R$ 250. Mas, o relator Barbosinha (DEM) rejeitou as emendas alegando gerar custos extras ao governo. 

Deputados passaram a semana anterior se movimentando a fim de que o Executivo estadual apresentasse um programa de auxílio financeiro a desempregados e autônomos. Os segmentos são alguns dos mais afetados pela crise econômica provocada pela pandemia de covid-19.

O programa se justificaria como complemento ao baixo valor das parcelas do auxílio emergencial do governo federal, reduzidas a R$ 250. Antes, o benefício era de R$ 600. A retomada do auxílio foi autorizada pelo Congresso Nacional e destravada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após assinatura de decreto.

Jornal Midiamax