Política

A 6 dias de eleição, Paranhos tem prefeito impugnado que apoia candidato de partido adversário

Eleitores de Paranhos voltam às urnas no próximo domingo, dia 3 de outubro

Renata Volpe Publicado em 27/09/2021, às 11h28

Adélio, Donizete e Alfredo são os candidatos a prefeito de Paranhos
Adélio, Donizete e Alfredo são os candidatos a prefeito de Paranhos - Divulgação

Há seis dias da eleição suplementar de Paranhos, marcada para 3 de outubro, próximo domingo, o clima ferve na política municipal e tem até prefeito impugnado declarando apoio ao candidato do partido adversário.

Heliomar Klabunde é filiado ao MDB e foi eleito sub judice em novembro do ano passado, mas não pode assumir a prefeitura por cair na Lei da Inelegibilidade. Com isso, quem assumiu a prefeitura foi o presidente da Câmara de Vereadores, Donizete Viaro (MDB). 

Porém, ao invés de apoiar o correligionário, Klabunde declarou abertamente apoio a Alfredo Soares (PSDB) que tem como candidato a vice, Denilson Rafaíne, vereador de Paranhos. 

Denilson foi quem entrou com o pedido de impugnação da candidatura de Heliomar em setembro do ano passado, mas mesmo assim, tem o apoio de Klabunde. A reportagem do Jornal Midiamax conversou com o prefeito impugnado que acusou Donizete Viaro de traição. “No começo do ano, ele nos traiu. Era para ser nossa chapa, ele como vice-presidente da Câmara e Kim [Luiz Carlos Lopes, vereador] ser o presidente, mas ele não fez isso”.

Segundo Klabunde, se Kim assumisse a presidência da Câmara, ele seria o prefeito interino e o colocaria como secretário de Administração. “Donizete não concordou e se juntou com os outros quatro vereadores. Ele traiu nosso grupo”.

Questionado sobre o motivo de apoiar a chapa com o vereador que pediu a impugnação da candidatura dele, Klabunde disse não ver dificuldade. “Ele [Denilson] é presidente municipal do PSDB e alguém tinha que assinar os papéis”. 

A reportagem ainda abordou com o prefeito impugnado se teria problema com o MDB por ele apoiar candidato do partido oposto. “Eu era do PSDB, só saí por causa do Dirceu Bettoni [ex-prefeito]. No ano passado, as pesquisas mostravam que ele não estava bem e eu disse para ele dar um passo atrás para eu ser o candidato, mas ele não quis”, explicou Klabunde. 

Candidatos

Três candidatos vão disputar a preferência dos paranhenses: Adelio (PT), Alfredo Soares (PSDB) e Donizete Viaro (MDB). Conforme apurou a reportagem do Jornal Midiamax, Alfredo Sampaio, da coligação ‘Paz, União e Trabalho’, é o candidato mais afortunado. À Justiça Eleitoral ele declarou possuir R$ 1.234.234,51. Donizete Viaro informou ter acumulado bens no valor de R$ 363.900,00. Já Adelio declarou não possuir patrimônio.

Jornal Midiamax