Política / Transparência

Eleição em Paranhos vai eleger novo prefeito dia 3 de outubro

Três candidatos disputam o cargo

Marcelo Nantes Publicado em 20/09/2021, às 11h56

Eleição suplementar em Paranhos está marcada para 3 de outubro
Eleição suplementar em Paranhos está marcada para 3 de outubro - Arquivo

A eleição suplementar para prefeito de Paranhos está marcada para o próximo dia 3 de outubro. Três candidatos vão disputar a preferência dos paranhenses: Adelio (PT), Alfredo Soares (PSDB) e Donizete Viaro (MDB). A nova votação vai ocorrer porque o candidato eleito no ano passado, Heliomar Klabunde (MDB), não pôde tomar posse. O registro dele foi indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS).

Alfredo Sampaio, da coligação ‘Paz, União e Trabalho’, é o candidato mais afortunado. À Justiça Eleitoral ele declarou possuir R$ 1.234.234,51. Donizete Viaro informou ter acumulado bens no valor de R$ 363.900,00. Já Adelio declarou não possuir patrimônio.

“Sou uma pessoa simples e acho que é a hora de Paranhos ter um representante dos humildes e dos indígenas. Pretendo fazer uma política diferenciada, com muito diálogo e participação popular”, declarou o petista. Também não publicou um plano de governo, mas diz que pretende governar para as pessoas, independentemente de posição ideológica e condição social. Resumiu sua participação como uma disputa entre “Davi e Golias”. Adelio ainda não exerceu cargo eletivo.

Já o candidato tucano, Alfredo Soares, demonstra confiança na vitória. Cita a existência de uma pesquisa eleitoral com números favoráveis a ele, mas prefere não entrar em detalhes. Pretende priorizar saúde e emprego. “Cheguei nesta cidade em agosto de 1976, criei meus filhos aqui e, hoje, vejo a cidade abandonada. Conheço 95% dos moradores, tenho muito amor a esta terra e abandonei minhas obrigações pessoais para salvar minha cidade”, declarou Soares, que já foi vice-prefeito duas vezes..

Donizete Viaro é o atual prefeito interino de Paranhos. Ele assumiu o cargo depois de ter sido eleito presidente da Câmara Municipal em janeiro deste ano. Já foi vice-prefeito e venceu quatro eleições para vereador. “Recebi o respaldo tanto do diretório municipal quanto do regional e vamos continuar trabalhando duro na viabilização de projetos que possam gerar desenvolvimento econômico e social no nosso município”, declarou o prefeito interino.

Paranhos está localizado no extremo-sul do Estado, a 469 quilômetros de Campo Grande. Conta com 14,4 mil habitantes e colégio eleitoral de aproximadamente 8 mil eleitores. A propaganda eleitoral no rádio e na TV começou dia 11 de setembro e vai prosseguir até 30 de setembro. De acordo com o calendário do TRE-MS, a posse do candidato vencedor será em 23 de outubro.

Outras eleições fora de época em MS

Bandeirantes também vai passar por eleição suplementar. O TRE-MS marcou a votação para prefeito e vice-prefeito para o dia 7 de novembro. A nova eleição vai ocorrer porque a Justiça Eleitoral (TRE-MS) indeferiu o registro de candidatura de Álvaro Nackle Urt, candidato vencedor nas eleições de 2020.

O calendário eleitoral do município definiu 10 de outubro o último dia para o registro de candidaturas. A propaganda eleitoral no rádio e tv vai acabar em 4 de novembro e a posse está prevista para 27 de novembro.  

Já em Sidrolândia a eleição suplementar foi em 13 de junho. Vanda Camilo (PP) e Rosi Fiuza (MDB) foram eleitas prefeita e vice-prefeita, respectivamente. Em março, o TSE determinou novas eleições após negar recurso ao candidato Daltro Fiuza (MDB), o mais votado à prefeitura em 2020. 

Jornal Midiamax