Política

Juiz homologa substituição no MDB e empresária vai disputar prefeitura de Bodoquena

O juiz Alysson Kneip Duarte, da 15ª Zona Eleitoral de Miranda, deferiu a candidatura de Maria Girleide Rovari (MDB), que vai disputar a Prefeitura de Bodoquena. A sentença foi publicada no Mural Eletrônico do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Maria Girleide Rovari substitui o ex-prefeito Jun Iti Hada, que renunciou à […]

Adriel Mattos Publicado em 24/10/2020, às 15h52 - Atualizado às 15h58

Empresária Maria Girleide Rovari substitui Jun Iti Hada em Bodoquena (Foto: Reprodução/FacebooK)
Empresária Maria Girleide Rovari substitui Jun Iti Hada em Bodoquena (Foto: Reprodução/FacebooK) - Empresária Maria Girleide Rovari substitui Jun Iti Hada em Bodoquena (Foto: Reprodução/FacebooK)

O juiz Alysson Kneip Duarte, da 15ª Zona Eleitoral de Miranda, deferiu a candidatura de Maria Girleide Rovari (MDB), que vai disputar a Prefeitura de Bodoquena. A sentença foi publicada no Mural Eletrônico do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Maria Girleide Rovari substitui o ex-prefeito Jun Iti Hada, que renunciou à candidatura alegando razões pessoais. O  médico administrou Bodoquena por dois mandatos, de 2009 a 2016. Mas, ao tentar voltar este ano, foi alvo de dois pedidos de impugnação de candidatura – do Ministério Público Eleitoral e da coligação rival, a “Bodoquena Não Pode Parar”, que aglutina PSDB, PSD, Democratas, Progressistas e Cidadania.

As petições se apoiavam em duas situações previstas na Lei Complementar 64/1990, a Lei da Inelegibilidade. A primeira delas é a condenação de Jun Iti Hada a dois anos de prisão por crime contra a administração pública. O médico cometeu perícia falsa duas vezes.

Além disso, a administração de Hada teve as contas de 2013 julgadas irregulares pela Câmara Municipal de Bodoquena. A decisão se baseou em parecer do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul).

O TRE-MS recebeu na semana passada o registro da substituição de Jun Iti Hada por Girleide. A empresária de 56 anos disputou as eleições de 2016 pelo MDB, mas acabou derrotada pelo atual prefeito e candidato à reeleição, Kazuto Horii (PSDB).

Jornal Midiamax