Política

Deputados mantêm veto de projeto que obrigaria bares a ajudar mulheres em risco

Deputados sul-mato-grossenses mantiveram o veto do Projeto de Lei nº 105/2019, que iria tornar obrigatório para bares e estabelecimentos noturnos, o auxílio às mulheres que se sintam em situação de risco. O resultado da votação foi publicado no Diário Oficial da Alems (Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul) desta segunda-feira (17). A votação ocorreu […]

Dândara Genelhú Publicado em 17/02/2020, às 12h17 - Atualizado às 13h26

Plenário da Assembleia Legislativa (Foto: Luciana Nassar/ALMS)
Plenário da Assembleia Legislativa (Foto: Luciana Nassar/ALMS) - Plenário da Assembleia Legislativa (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

Deputados sul-mato-grossenses mantiveram o veto do Projeto de Lei nº 105/2019, que iria tornar obrigatório para bares e estabelecimentos noturnos, o auxílio às mulheres que se sintam em situação de risco. O resultado da votação foi publicado no Diário Oficial da Alems (Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul) desta segunda-feira (17).

A votação ocorreu na semana passada. Foram dez votos à favor do veto e apenas dois deputados votaram contra o veto, entre eles, Cabo Almi (PT), autor da proposta.

O projeto de lei foi aprovado pela Alems em 17 de outubro de 2019 . Porém foi vetado pelo governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), em novembro do mesmo ano.

Jornal Midiamax