Política

DATAmax: no pelotão de trás, Wilson Matos e Jeferson Bezerra falam em ‘esperar as urnas’ em Dourados

Candidatos a prefeito de Dourados repercutiram os resultados da última pesquisa de intenção de votos realizada pelo DATAmax.

Jones Mário Publicado em 11/11/2020, às 14h27 - Atualizado às 15h25

Jeferson Bezerra (PMN) e Wilson Matos (PTB), candidatos em Dourados (Fotos: Reprodução/Facebook)
Jeferson Bezerra (PMN) e Wilson Matos (PTB), candidatos em Dourados (Fotos: Reprodução/Facebook) - Jeferson Bezerra (PMN) e Wilson Matos (PTB), candidatos em Dourados (Fotos: Reprodução/Facebook)

Com 4% das intenções de voto para prefeito de Dourados, conforme mostra a última pesquisa DATAmax, o candidato Wilson Matos (PTB) aposta obter, pelo menos, o dobro desse percentual.

“Estamos recebendo manifestação nos locais onde chegamos, passando pelas ruas, acenos e, além disso, só a minha comunidade me daria, segundo pesquisa interna, 8 pontos”, respondeu o petebista.

Por sua vez, o último colocado na pesquisa, Jeferson Bezerra (PMN), disse que prefere aguardar o resultado no domingo (15).

“Acredito na urna. Quero esperar as urnas e saber o que vai dar. Somente lá vamos saber o que os eleitores decidem. Então, é esperar o dia certo”, comentou.

A reportagem procurou Barbosinha (DEM), João Carlos (PT) e Mauro Thronicke Rodrigues (PSL), que ainda não responderam.

Por outro lado, Alan Guedes (PP) e Racib Harb (Republicanos) já repercutiram os resultados da pesquisa.

DATAmax em Dourados

A segunda pesquisa DATAmax realizada em Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande, aponta o deputado estadual Barbosinha (DEM) com 27% das intenções de votos. O segundo colocado é o vereador Alan Guedes (PP), com 20% da preferência dos eleitores. Em relação ao primeiro levantamento, a diferença de Barbosinha perante Alan Guedes caiu 4 pontos percentuais, de 11 para 7 pontos.

Completam a lista Racib Harb (Republicanos), com 6%; João Carlos (PT), com 5%; Mauro Thronicke (PSL), com 4%; Wilson Matos (PTB), com 4%; e Jeferson Bezerra (PMN), com 1%.

Além disso, 12% dos entrevistados responderam não optar por nenhum dos candidatos. Brancos e nulos somam 4%, ao passo que 17% dos pesquisados declararam não saber em quem votar ou não responderam.

O elevado índice de indecisos pode ser decisivo na definição da eleição, uma vez que a diferença entre Barbosinha e Alan Guedes é de apenas 7 pontos.

A pesquisa foi realizada no critério estimulada, quando nomes dos candidatos são apresentados ao entrevistado. O levantamento ouviu 780 eleitores entre os dias 7 e 9 de novembro. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

O levantamento está registrado no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) sob o número MS05346/2020.

Jornal Midiamax